quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Cisna Gata

Eu nao tenho inferno astral. Eu tenho mania. Eu entro neste estado de mania, sabe? Nao, nao mania de mania de alguma coisa, mania no sentido de aceleracao. E eu confesso, q eu adoro esta mania!! (Talvez tudo isto seja uma grande defesa, daquelas que a gente ergue muito util, e que nos ajuda a passar pela vida mais ou menos bem, mas isto ai ja outro assunto)


Celebro, com tudo que eu tenho direito, o meu nascimento. Aniversario, data sagrada. E nao vale festinha a 2. Tem que ter tesmunhas muitas, me cercando e me amando muito, naquele dia do ano maravilhoso aonde todo mundo te ama - ou ao menos vc acredita q ama. Neste sentido, sou leonina ate os ossos.

Festejo a vinda ao mundo do patinho feio, q a cada dia vai ficando mais e mais cisne - pq ja diria Ju Gata Pacheco, aos 30 somos mto melhores! Ou melhor, ficando cada dia mais cisna - se eh q existe o feminino de cisne. Patinho feio pq sempre se achou feio e pq, que peca mais sem graca do destino, nasceu tao diferente dos demais patinhos a sua volta que dai, nao tinha como nao se achar feio. E quando vc nao eh igual, numa fase aonde tudo que vc mais quer eh ser igual, vc nao se sente estilosa, diferente, unica. Vc se sente pertencer a nada. Nem a ninguem. Nem mesmo a vc mesma. E entao se torna nuvem passageira que com o vento se vai... e se da, se perde e se parte em pedacinhos pelo caminho o tempo todo. Um terror.

Aos 27 anos patinha feia descobriu que nao eh feia nada, menina! Nao sabe se eh Cisne, gansa (?) ou galinha, mas sabe que eh ave. O q ja eh saber muito. Foi, como aranha, tecendo teia pra ir se sentindo pertencer a outros coletivos e entao se sentiu sustentada, ancorada e descobriu que eh! E ser eh algo tao importante!!! E aos poucos foi sentindo que pertencia, antes de mais nada, a si mesma. Descobriu o trabalho que dava pertencer a si mesma, e foi identificando as armadilhas e os vampiros que surgem no caminho, doidos para tirar vc de vc.

Ex-Patinha-Feia eh linda. Agora sim, es-ti-lo-sa. Cheia de sapatos diferentes. E tem cabelos de muitos cachos, por todos os lados. E por todos os lados, por onde passa, tem olhares que a seguem. (Ex Patinha feia ficou pretenciosa, imagina so!)

Patinha nao eh mais a patinha-sem dos 18 anos: sem tesao, sem alegria, sem barriga, sem bunda, sem peito, sem nada. Mesmo. Patinha agora eh cheia de cons, e esta linda com todos os cons que tem direito. E como agora ela tem cons e nao eh mais a feia paitinha-feia-sem, ela pode descobrir o proprio corpo - as maos, os bracos, as pernas, os seios... - e assim ir construindo para si o que eh esta coisa estranha que eh essa de ser mulher, hein?
F.L. - aos 30, somos MTO melhores... e nem chegamos la ainda!

5 comentários:

J.R disse...

Ahhhhhh!!!! Nessa hora de idade eu fecho com Balzac..rs

Pode gabar-se...são melhores mesmooo!!

ótimo FDS.

Jú Pacheco disse...

Rsrsrrs... e viva a euforia! e viva nós-com-30!!! mas, principalmente hoje, viva você Cisna!!! rs... Nos vemos já já!
:D

Contos de Fada? disse...

Ah! Parabéns! Mais tarde eu ligo pra vc! Beijos! Deixei algo no blog pra vc! Gê.

Contos de Fada? disse...

Que bom que vc gostou! E o texto na íntegra já está no blog! Beijos! Gê

Juliana B. disse...

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
Patinha mais linda, mais e mais linda a cada dia!
Estilosa??? Porra se é!!!
Eu estava longe, mas te amando e lembrando docê leonina linda!